4Lab Co

SXSW EDU 2019: Coloque contexto para uma aprendizagem memorável

SXSW EDU

Neste segundo texto sobre o SXSW EDU (clique aqui para ler o primeiro), eu gostaria de falar sobre outro tema bastante discutido no festival: o popular “contexto”. Quem trabalha com design de aprendizagem sabe da dificuldade que é aumentar o interesse e o engajamento do público com os materiais que produzimos. E uma das saídas para esse desafio passa pelo “contexto”, ou seja, colocar o conteúdo da aprendizagem dentro do dia a dia e do processo de aprendizagem das pessoas.

Essa abordagem pode ser feita de várias formas. Uma das mais comuns é a “aprendizagem baseada em…” Problema, projeto, desafio, experiência. Não se trata de uma ideia nova. São derivações da aprendizagem baseada na prática. “Nela, a pessoa se apropria do conhecimento por meio de um processo que se inicia na proposta – resolver um problema, construir um projeto, vencer um desafio, viver uma experiência, etc. – mas se desenvolve na forma como os aprendizes buscam recursos para atingir o resultado, e isso é o próprio processo de aprendizagem.” (Retirei esse trecho de um conteúdo escrito pelo Marcos Arthur, meu sócio, e que vale a leitura.)

Workshops no SXSW EDU

Participei de três workshops no SXSW EDU que tinham a aprendizagem baseada em problemas (Problem Based Learning) como pano de fundo. Discuti o problema dos ensaios para admissão nas faculdades dos Estados Unidos, tentei construir um controle de jogos utilizando uma placa controladora Arduíno. Os dois temas fizeram sentido porque precisávamos achar soluções para os problemas. Finalmente, o workshop mais relevante, sobre como ensinar na época das fake news.

Esse último trouxe algumas conclusões interessantes. A primeira é a importância de discutirmos notícias atuais e temas do cotidiano dentro de sala de aula; a segunda é como o contexto cumpre um papel importante nessa discussão. Seja de maneira ampla, sobre como estamos abarrotados de notícias por todos os lados (não conseguimos saber mais o que é confiável e o que não é), seja de uma forma mais específica, sobre como as pessoas reagem às notícias baseadas nas suas realidades. O conteúdo dessa sessão foi disponibilizado pelas palestrantes e você pode conferir, em inglês, aqui.

Finalmente, perceba como os dois temas, conexões sociais e contexto, se conversam e precisam coexistir dentro de um ambiente de aprendizagem. Afinal, entender o contexto de outra pessoa é uma forma de empatia e de conexão, não é verdade?

Até mais!

Felipe Menhem

0 comentários