4Lab Co
Foto Reprodução Unplash: Robin-Worrall

Dicas para adolescentes reduzirem o tempo na frente das telas

Uma pergunta para se fazer às crianças e adolescentes:

“Se houvesse uma pesquisa entre jovens, qual a porcentagem diriam estar preocupados com o tempo excessivo nos celulares e computadores?”

Foto Reprodução Unplash: Priscilla Du Preez
Foto Reprodução Unplash: Priscilla Du Preez

De acordo com o Centro de Pesquisa Pew , o resultado de um estudo feito 743 adolescentes mostrou que “nove a cada 10 deles acreditam que passar muito tempo online é um problema para as pessoas nesta idade. Além disso, 60% dizem que isso é uma questão muito séria.”

Não é uma surpresa que tantos jovens estejam preocupados. Já que adolescentes e pessoas mais novas regularmente alegam estar incomodados com a quantidade de tempo “perdido” nas telas, incluindo a de seus celulares. Agora, aqui está a parte que é sempre chave nas minhas conversas de terça sobre tecnologia: soluções.

Isso porque, nesta pesquisa, 52% dos entrevistados contam que já tentaram cortar o tempo que ficam no celular.

Que tal usar esta pesquisa como um jeito começar a conversas? Quando estou falando com os meus jovens, eu adoro ter um estudo em mãos que me permita trazer estas questões de maneira deslocada. Falar sobre o tempo que outras pessoas passam nas telas permite que eles fiquem menos na defensiva.

Então eu posso colocar perguntas como: “Dados estes 52% de entrevistados, quais estratégias você(s) acha que eles usaram para tentar diminuir seus tempos de tela?”

Após isso, ter alguns exemplos para ilustrar a discussão pode ser útil. Logo,  aqui estão algumas soluções para reduzir o tempo de tela que os jovens e adolescentes compartilharam comigo:

  1. Meu filho configurou o aplicativo do YouTube no seu celular para desligar automaticamente após 15 minutos de uso. Eu aprendi isto em uma noite em que ele estava rindo de um vídeo e de repente parou e ficou quieto. Perguntei a ele por que parou e ele me disse sobre essa configuração do YouTube. E ele me contou: “Eu realmente gosto dessa opção em momentos como agora, que eu realmente quero dormir.” E então ele foi para a cama.
  2. Alguns adolescentes têm me dito que decidem por si mesmos deixar seus celulares fora do quarto durante o sono.
  3. Alguns têm tirado até mesmo o aparelho de vídeo para fora do quarto.
  4. Um pré-adolescente me disse que sua mãe guarda o celular até que ela termine a lição de casa.
  5. Um garoto de 15 anos me contou que percebeu que tocar música o acalma, então ele decidiu aprender um novo instrumento para ter o sentimento de volta e diminuir seu tempo na tela.
  6. Uma garota de 16 anos compartilhou comigo que começou um trabalho voluntário aos domingos na igreja, pois adora estar com crianças pequenas.
  7. Minha filha Tessa acabou de ler um livro de não ficção e gostou tanto que fez anotações e enviou para um amigo. (Livro: “A Sutil Arte de Ligar o F***-se: Uma Estratégia Inusitada para uma Vida Melhor – eu sei, não é o título mais amigável para os pais, porém os temas abordados são ótimos.

 

Uma abordagem amigável é sempre bem-vinda!

Foto Reprodução Unplash: Priscilla Du Preez
Foto Reprodução Unplash: Priscilla Du Preez

Como pais (ou professores, parentes, treinadores, etc.) nós sempre temos uma escolha. Vamos destacar como nossas crianças têm usado demais seus celulares, ou vamos dar destaque às vezes em que eles decidiram não serem assim. Eu sugiro uma abordagem positiva onde gastamos mais tempo enaltecendo o período em que eles restiram suas telas, comentando positivamente as coisas feitas fora da internet. Afinal, dar ênfase às habilidades e forças que fizeram eles tomarem estas decisões pode ser muito efetivo!

Aqui estão algumas sugestões para a sua conversa de terça (ou qualquer dia da semana) sobre o uso de tecnologia.

  1. Se houvesse uma pesquisa entre jovens, qual a porcentagem deles diria estarem preocupados com o tempo excessivo nos celulares e computadores?
  2. Dados estes 52% de entrevistados, quais estratégias você(s) acha que eles usaram para tentar diminuir seus tempos de tela?
  3. Que coisas vocês, como adultos, e vocês como jovens, gostam de fazem offline? E o que vocês não gostam muito, mas sabem que é importante?

 

Leia também o conteúdo original neste link: https://www.screenagersmovie.com/tech-talk-tuesdays/tips-from-teens-on-reducing-screen-time

 

0 comentários