4Lab Co

Ajude as crianças a se tornarem criadoras ao invés de consumidoras passivas

Por: Delaney Ruston, produtora do filme “Screenagers

Antes de eu começar a Conversa de Terça sobre Tecnologia (CTT) desta semana que envolve as crianças, eu gostaria de dizer duas coisas. A primeira, é que eu recebo muitos e-mail sobre pessoas querendo saber como baixar o CTT para que eles possam ler sem o uso de um aparelho. Todo CTT tem uma barra à esquerda com um ícone para imprimir. Só é preciso clicar, baixar o arquivo e imprimir a CTT para usá-la quando quiser.

A outra questão que eu recebo frequentemente é “Será que eu posso compartilhar os CTT’s?” As pessoas costumam pensar que existem direitos autorais nos textos e que não podem compartilhá-los. Diante disso, agradeço a pergunta e já responde logo de cara: Compartilhem sim! O objetivo das CTT’s, é ajudar o maior número de pessoas possível, sejam pais, professores, jovens, ou outros. Na verdade, muitas escolas colocam links para os CTT’s em seus sites e boletins informativos. Eu só peço que, por favor, nos creditem quando compartilharem os conteúdos e coloquem o link para o nosso website: www.screenagersmovie.com

Como solucionar um problema social?

Quando pergunto para uma criança sobre como eles resolveriam algum problema social é comum que eles comecem a sugerir soluções através de aplicativos. Pensar automaticamente em aplicativos para ajudar a solucionar questões sociais é um ótimo tópico a ser discutido com nossos jovens. Quanto mais pudermos ajudá-los a pensar na tecnologia como uma ferramenta, ao invés de somente algo para entretenimento, se torna melhor.

Recentemente o meu filho, Chase, me disse muito animado que tinha conhecido um rapaz de vinte e poucos anos chamado Andrew e o seu amigo Miraj. Ele contou que ambos tiveram a ideia de criar o aplicativo Harness. Segundo meu filho, a ideia surgiu quando a dupla de amigos estava no carro e Miraj teve que frear inesperadamente. Isso fez com que caísse  um copo com diversas moedas. “Que desperdício!”, disse Miraj  se referindo a todas aquelas moedas jogadas. Alguns minutos depois, os dois perceberam que muitos outdoors da estrada por onde passavam estavam pedindo dinheiro para doações. 

Logo eles começaram a conversar sobre o como poderiam aproveitar a internet para promover uma mudança de vida para aqueles que realmente precisam. Diante dessa inquietação, o aplicativo nasceu. Através do Harness, as pessoas podem dar o seu troco para uma instituição ou ainda fazer o arredondando das suas compras online. A partir disso, eu escolhi alguns exemplos de aplicativos desenvolvidos para solucionar problemas, também envolvendo adultos. Isso se torna necessário, pois a última coisa que eu desejo é que os jovens pensem que esse é mais um texto dizendo que para ser uma pessoa de sucesso é preciso fazer varias coisas. Ainda é cedo para pensar em começar uma instituição, criar dois aplicativos, fazer 10 cursos diferentes, ou qualquer coisa do tipo.

Exemplos de aplicativos desenvolvidos

Kiva

Kiva.orgsite voltado para micro finanças, começou em 2005 com os seus criadores Matt Flannery e Jessica Jackley. Eles assistiram uma palestra durante a graduação e tiveram a ideia do projeto. Através da internet, as pessoas conseguem oferecer pequenas quantias para ajudar alguém a pagar por algum serviço que precisa. Esse auxílio pode ser destinado para pessoas que desejam começar um negócio ou pagar pela faculdade, por exemplo. Além disso, a verba também pode ser destinada para quem deseja ter acesso a energia limpa, ou simplesmente conquistar algum objetivo. 

Com isso, 1,2 bilhões de dólares já foram emprestados através do aplicativo, com uma taxa de 97% de devolução do empréstimo. A partir disso, alguns anos atras, eu comecei a ajudar o projeto, junto com a minha filha Tessa. A nossa motivação para fazer as doações surgiu principalmente pelo fato de conhecer novos projetos inspiradores pelo mundo. Além disso, também é  recompensante saber  que é possível emprestar dinheiro para que estas pessoas consigam atingir os seus objetivos    

Astralabs

Enquanto isso, o AstraLabs foi desenvolvido por Amanda Southworth. A criadora do projeto sofreu de ansiedade e depressão durante sua adolescência. A partir disso ela descobriu que programação a ajudava a lidar com isso. Assim, o aplicativo que ela criou contém jogos e exercícios que auxiliam as pessoas a superarem os ataques de pânico. Além disso, o app também usa a localização do usuário para que ele possa encontrar alguma ajuda próxima. 

ScholarMatch

Outro aplicativo que também foi desenvolvido a partir de um problema social é o ScholarMatch, fundado em 2010 por Dave Eggers. O projeto tem a função de conectar crianças de baixa renda com algum tipo de suporte aos estudos. Dessa forma, o aplicativo permite que os estudantes criam uma rede de contatos que os ajudem a passar no vestibular. O app também pode ser usado durante uma graduação. 

Incentive as crianças a procurar soluções

A partir da Conversa de Terça sobre Tecnologia de hoje, eu recomendo que você converse com as suas crianças sobre o processo de encontrar soluções. Aqui estão algumas dicas para que você possa dar os primeiros passos neste debate com as crianças:

  1. Que problemas sociais mexem com você e o que você acha que poderia fazer para ajudar?
  2. Como um aplicativo e a internet poderiam ajudar nesta causa?
  3. Se você não conseguir surgir com ideias agora, pense sobre isso mais tarde.
  4. Separe algum tempo para sentar e ver os aplicativos e sites. 

 

0 comentários